fbpx
Compra e Venda

Quando comprar um imóvel? Saiba o que levar em consideração!

quando comprar um imóvel
Escrito por Fred VPR Imóveis

Alguma vez você já se perguntou sobre quando comprar um imóvel? Será que realmente existe um momento ideal para isso, ou se trata de uma decisão que deve ser tomada sem qualquer planejamento financeiro e familiar?

De fato, a compra de um novo apartamento ou casa é um grande passo na vida de qualquer pessoa. Porém, existem diversas variáveis a serem analisadas, como a atual situação econômica do país, os planos e necessidades de sua família, entre outros aspectos.

Neste conteúdo, levantamos algumas questões importantes a serem avaliadas para que você saiba, realmente, quando comprar um imóvel. Acompanhe a leitura para conferir!

Existe um momento ideal para comprar um imóvel?

De uma maneira geral, há sim um momento ideal para comprar um imóvel. Mas, primeiramente, temos que entender que essa é uma transação que envolve altos valores e pode comprometer a sua vida financeira pelas próximas décadas. Isso vai depender da forma de pagamento escolhida — um financiamento, por exemplo.

Sendo assim, se você está decidindo quando comprar um imóvel, saiba que é preciso analisar dois importantes aspectos, acima de tudo: o comportamento do mercado imobiliário, e como ficará sua vida financeira após a transação.

Como é de conhecimento geral, às vezes o mercado imobiliário se comporta de forma imprevisível e uma oportunidade imperdível pode surgir diante de seus olhos. Ao mesmo tempo, não é possível comprar um imóvel sem primeiro se planejar financeiramente, não é mesmo?

É preciso ter estabilidade financeira?

Sem dúvida, esse é um dos critérios mais importantes a serem analisados antes de tomar qualquer grande decisão na vida.

Não são todas as pessoas que conseguem economizar dinheiro durante a vida inteira para comprar uma casa, apartamento ou terreno à vista. E é justamente por isso que o financiamento imobiliário é uma das alternativas mais utilizadas.

Porém, antes de comprar um imóvel é preciso analisar também quais serão os gastos inerentes ao processo. Afinal, essa transação não se resume apenas à entrada do valor do imóvel e depois assumir as prestações. Você tem que considerar vários custos, como documentação e impostos.

Tome cuidado para não agir impulsivamente e adquirir uma propriedade sem ter feito um planejamento financeiro prévio. Você jamais deve assumir um novo gasto fixo sem ter certeza de que terá o suficiente para se manter e manter sua família no mês seguinte.

Ainda que o valor da parcela do financiamento seja igual ou inferior ao que você paga atualmente de aluguel, considere os gastos e imprevistos que podem surgir ao longo dos anos. Até porque, caso você pare de pagar, pode ter sérios problemas. Quando o assunto é comprar um imóvel, o ideal é ter uma folga no orçamento.

E quanto às necessidades da família?

Uma das principais ocasiões para se pensar em comprar um imóvel é quando um casal se une e pretende começar uma família, ou seja, ter filhos.

Isso significa que o imóvel atual se tornará pequeno para comportar sua família nos próximos anos. Nesse cenário, comprar uma propriedade maior não será um mero capricho, mas sim uma necessidade.

Além disso, existem questões importantes a serem avaliadas em relação ao imóvel quando sua família começa a crescer, como a localização, a segurança e a infraestrutura do bairro.

Banner WhatsApp (A)Powered by Rock Convert

Ter estabelecimentos comerciais por perto, escolas, locais para prática de atividades físicas, lazer, hospitais e, é claro, uma baixa taxa de criminalidade são apenas alguns dos pontos a serem priorizados quando se tem filhos para criar, não é verdade?

Como a economia influencia o valor do imóvel?

Diversas variáveis afetam direta e indiretamente o valor dos imóveis em nosso país, como as taxas de juros, fatores políticos e socioeconômicos, sem mencionar a economia. Por si sós, elas impactam em muito mercados além do imobiliário.

No entanto, após três longos e árduos anos de recessão (responsável por derrubar a concessão de crédito para transações imobiliárias), o setor finalmente começa a reagir.

Para que você tenha uma ideia, a previsão para 2018 foi de um crescimento de até 15% no índice de financiamentos de imóveis, de acordo com as projeções realizadas pela Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança (Abecip).

Então, se você ainda tem dúvidas sobre quando comprar um imóvel, em relação ao atual panorama econômico que o Brasil está passando, este é um ótimo momento.

O que analisar antes de fechar contrato?

Apesar de se tratar de um investimento de alto valor, quando bem planejado, o processo de compra de um imóvel pode ser revolvido sem dificuldades a longo prazo. Isso porque você não precisará mais pagar as prestações todo mês, assim que o valor total for quitado.

No entanto, existe outro ponto a ser analisado: o custo de vida que o novo bairro exigirá. Mudar-se para um bairro melhor é uma forma de dar mais qualidade de vida à sua família. Agora, é preciso analisar se o custo com as despesas habituais não aumentará a ponto de se tornar algo inviável.

Por isso, antes de fechar contrato, pare e pense um pouco. Qual é a sua principal fonte de gastos atualmente? Transporte? Alimentação? Compras e serviços próximos à sua residência?

Ao se mudar para uma região em que esses preços sejam mais altos, pode significar um grande furo no orçamento. Mas se os preços forem mais baixos, isso significa que você poderá poupar dinheiro a médio e longo prazo.

Como se preparar para a compra?

Você saberá quando comprar um imóvel a partir do momento em que perceber que seu planejamento financeiro tem funcionado na prática. Além disso, existem outras peculiaridades a serem analisadas.

Por exemplo, se o imóvel que você pretende comprar é na planta, é fundamental saber tudo a respeito da construtora responsável pelo empreendimento. É necessário conhecer, também, aspectos sobre a conservação do imóvel. Para isso, cheque os documentos sobre ele e o histórico da empresa.

Quanto às despesas com documentação — como o registro em cartórios de imóveis e outras taxas — é muito importante que você saiba que terá de arcar com aproximadamente 5% do valor do bem financiado. Além disso, será necessário pagar o ITBI, que costuma representar cerca de 3% do valor declarado.

Como vimos, não existe fórmula para saber quando comprar um imóvel sem correr riscos. A dica é se planejar financeiramente, pois um orçamento confortável torna tudo mais fácil nesse processo. Porém, os financiamentos imobiliários aumentam as chances de você comprar um imóvel, ainda que não tenha dinheiro “sobrando”.

Gostou do conteúdo? Então, assine a nossa newsletter para receber artigos como este em seu e-mail e ficar por dentro das novidades sobre o mercado imobiliário.

Sobre o autor

Fred VPR Imóveis