fbpx
lugares mais bonitos de bh

7 lugares mais bonitos de BH que você não pode deixar de conhecer

Checklist: 11 passos para encontrar o bairro perfeito para seu imóvel

Belo Horizonte faz jus à fama do estado de Minas Gerais, repleto de ricas paisagens e conjuntos arquitetônicos que ajudam a contar um pouco sobre a história local e do Brasil. É por isso que os lugares mais bonitos de BH encantam tanto os viajantes e moradores locais.

Além disso, poucas cidades no mundo conseguem oferecer essa reunião da natureza e da urbanidade tão bem quanto a capital mineira. Para provar essa afirmação, reunimos os 7 pontos mais incríveis da cidade, que mostram a beleza singular de Belo Horizonte. Venha conferir!

1. Orla da Lagoa da Pampulha

A orla da Lagoa da Pampulha forma um dos cenários mais conhecidos de BH e tornou a cidade reconhecida dentro e fora do estado. Ela tem 17km de extensão e é um dos melhores lugares para fazer caminhada, pedalar ou apenas curtir a bela paisagem.

A região foi criada na década de 1940, durante a gestão municipal de Juscelino Kubitschek, com o intuito de transformar a Pampulha em um espaço de turismo e lazer. Para isso, ele contou, ainda, com a colaboração de Oscar Niemeyer, Cândido Portinari e Roberto Burle Marx para a construção do complexo arquitetônico e paisagístico da região.

Os prédios do Museu de Arte da Pampulha, a Casa do Baile e a Igreja de São Francisco de Assis, além das esculturas espalhadas pelos jardins, são espaços bonitos por dentro e por fora e também merecem uma visita quando você estiver passando pela região.

Desde 2016, o Conjunto Arquitetônico da Pampulha é reconhecido como Patrimônio Cultural da Humanidade pela UNESCO, o braço cultural da Organização das Nações Unidas (ONU), graças à história, arquitetura e beleza da região.

  • Localização: Avenida Otacílio Negrão de Lima, s/n — São Luiz.
  • Funcionamento: aberto 24 horas.
  • Entrada gratuita.

2. Parque Aggeo Pio Sobrinho

Localizado na avenida Professor Mário Werneck, um dos melhores bairros de Belo Horizonte, ele é um verdadeiro refúgio para os moradores da região. O Parque Aggeo Pio Sobrinho tem mais de 600.000m² de área verde, perdendo em dimensões apenas para o Parque Municipal das Mangabeiras.

Além de uma pista de caminhada e quadra poliesportiva, esse parque no Buritis oferece áreas de convivência e brinquedos para as crianças. Se você é fã de ecoturismo, não deixe de fazer uma das trilhas ecológicas para conhecer algumas belezas do local, como as nascentes que formam os córregos Cercadinho e Ponte Queimada.

  • Localização: Avenida Professor Mário Werneck, 2691 — Bairro Buritis.
  • Funcionamento: de terça a domingo, das 8h às 18h.
  • Entrada gratuita.

3. Parque da Serra do Curral

O Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) reconhece esse parque como patrimônio nacional. Além disso, ele é uma visita obrigatória para quem quer conhecer outro símbolo natural da cidade de Belo Horizonte.

São 400.000 de trilhas, espaços de convivência e mirantes que permitem identificar outros pontos conhecidos da cidade, como a Avenida Afonso Pena e a Lagoa da Pampulha, além de ser uma vista privilegiada para pontos de outras cidades da região metropolitana, como a Serra da Piedade e o Parque Estadual da Serra do Rola-Moça.

A fauna e a flora da região, marcam a transição entre a Mata Atlântica e o Cerrado revelando a beleza do local com suas formações rochosas e seus redutos de mais de 125 espécies de aves.

Checklist: 11 passos para encontrar o bairro perfeito para seu imóvel
  • Localização: Avenida José do Patrocínio Pontes, 1951 — Mangabeiras.
  • Funcionamento: de terça a domingo e feriados, das 8h às 17h.
  • Entrada gratuita.

4. Parque das Mangabeiras

Também localizado na Serra do Curral, esse parque é repleto de belezas naturais, como nascentes e animais, além de estruturas de lazer projetadas pelo paisagista Roberto Burle Marx.

O Parque das Mangabeiras oferece, ainda, uma intensa programação para aproveitar o local. Por exemplo, os Roteiros das Águas e da Mata, para conhecer os recursos hídricos e vegetais da região, e a Rota do Sol, para quem quer aproveitar a visita para práticas esportivas e recreativas.

  • Localização: Avenida José do Patrocínio Pontes, 580 — Bairro Mangabeiras. Essa é a entrada pela Portaria Sul, onde você encontra um painel explicativo sobre as plantas.
  • Funcionamento: de terça a domingo, das 8 às 17h.
  • Entrada gratuita.

5. Parque Municipal Américo Renné Giannetti

Esse parque foi inaugurado em 26 de setembro de 1897, 3 meses antes da inauguração de Belo Horizonte. É possível andar por suas alamedas e observar os pássaros tranquilamente, já que a vegetação forma uma espécie de isolamento acústico do barulhento hipercentro, onde está localizado.

É uma das áreas mais visitadas da capital, com opções de recreação para crianças. O parque tem ainda monumentos representativos da história da cidade, como a Ponte dos Namorados, a Fonte da Lagoa dos Barcos e a Escadaria do Belvedere. O Renné Giannetti abriga também equipamentos de ginástica, quadra poliesportiva, pista de caminhada e o teatro Francisco Nunes.

  • Localização: Avenida Afonso Pena, 1377 — Centro.
  • Funcionamento: de terça a domingo, das 6h às 18h.
  • Entrada gratuita.

6. Praça da Liberdade

Conhecer a Praça da Liberdade, localizada na região Centro-Sul de BH é realizar uma visita no tempo e na história da fundação da capital mineira, já que sua construção se deu entre os anos de 1895 e 1987. Seus jardins foram inspirados no Palácio de Versalhes, já a fonte luminosa e o coreto lembram as cidades mineiras do interior.

O local já recebeu diversas manifestações culturais e políticas e foi o primeiro ponto de funcionamento da Feira Hippie. Hoje a Praça da Liberdade serve como pista para corrida e caminhada, para a prática de atividades físicas, para passear com cães ou simplesmente sentar em um dos bancos e admirar a beleza do local e dos prédios de seu entorno, que combinam arquitetura clássica e contemporânea.

Construções que datam da época da fundação da cidade, como o Palácio da Liberdade em estilo art nouveau, dividem espaço com duas obras das décadas de 1950 e 1960 ambas projetadas por Oscar Niemeyer: a Biblioteca Pública Estadual e o Edifício Niemeyer. Ainda, há a fachada digital do Espaço do Conhecimento da UFMG, que realiza projeções durante a noite.

Vale lembrar ainda de que a Praça da Liberdade é o centro de um dos maiores complexos de cultura do país, o Circuito Cultural Liberdade, que reúne museus, centros de cultura e formação.

  • Localização: Praça da Liberdade, s/n — Funcionários.
  • Funcionamento: aberto 24 horas.
  • Entrada gratuita.

7. Praça do Papa

O nome oficial é Israel Pinheiro, mas essa praça ganhou um apelido depois da visita do Papa João Paulo II à cidade. Na base da Serra do Curral, ela oferece uma das vistas mais bonitas de Belo Horizonte e curtir o pôr do sol por lá é uma atração imperdível. O local também costuma receber espetáculos a céu aberto e apresentações musicais.

  • Localização: Avenida Agulhas Negras, s/n — Mangabeiras.
  • Funcionamento: aberto 24 horas.
  • Entrada gratuita.

Montar uma lista com os lugares mais bonitos de BH não é uma tarefa fácil, afinal, não faltam atrativos à capital mineira. Entretanto, conseguimos reunir aqui opções para quem curte o contato com a natureza, aprecia a cultura e arquitetura, gosta de praticar atividades físicas ao ar livre ou apenas quer encontrar um belo refúgio na agitação da cidade grande. Escolha seus pontos favoritos e divirta-se!

Gostou da nossa seleção? Então, siga nosso Instagram, compartilhe nossas dicas em suas redes sociais e convide seus amigos para um passeio.

Saiba tudo sobre as etapas de financiamento de imóvel

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.