fbpx
casa geminada

Vale a pena morar em uma casa geminada? Venha descobrir!

Checklist: 11 passos para encontrar o bairro perfeito para seu imóvel

Bigode: As casas nesse modelo viraram uma tendência, mas os futuros moradores precisam analisar os prós e contras antes de optar por esse tipo de construção.

Resolvido o dilema entre casa ou apartamento, existem outras decisões a serem tomadas, como o tipo de construção da futura moradia. É possível encontrar residências para todos os gostos e bolsos, e a casa geminada, ou conjugada, é um modelo que tem feito bastante sucesso no mercado imobiliário.

Como o próprio nome sugere, essa construção se caracteriza pela combinação de casas construídas em um único terreno, que compartilham uma ou mais paredes e apresentam o mesmo arranjo na configuração interna, como metragem e número de cômodos.

Não sabe se esse é o imóvel ideal para você e sua família? Leia nosso post e confira as principais vantagens e desvantagens desse modelo de casa antes de tomar sua decisão. 

Quais são as principais vantagens de uma casa geminada?

Esse tipo de residência tem características que podem agradar a moradores dos mais diferentes perfis. Conheça a seguir algumas das vantagens da casa geminada e veja se ela atende às suas necessidades.

Preço mais baixo

Os gastos com a compra ou com o aluguel de uma casa conjugada costumam ser mais em conta do que com outros tipos de imóvel. Isso acontece porque o custo da construção dessas residências é menor, já que as despesas com a fundação, a estruturação das paredes e a instalação das redes elétrica e hidráulica e dos telhados são divididos entre os outros imóveis geminados.

Economia com manutenção

Além das economias na aquisição ou locação dessas casas, é possível economizar nas manutenções e reparos que também podem ser compartilhados com os vizinhos, como consertos no telhado, corte de grama e pintura das fachadas, por exemplo.

Mais segurança

Casas geminadas são menos visadas que as residências independentes por causa da proximidade entre os imóveis. Além disso, os custos de instalação de sistemas de segurança compartilhados com os moradores dos outros imóveis são proporcionalmente menores que o investimento em uma residência tradicional. Algumas construções já trazem esse tipo de comodidade, assim como os imóveis conjugados localizados dentro de condomínios.

Mais espaço que outros tipos de residência

Embora as residências geminadas sejam menores que outras casas e estejam em lotes pouco extensos, elas ainda podem oferecer mais espaço em comparação com outras habitações, como alguns tipos de apartamentos. Além disso, muitas dessas construções contam com um pequeno espaço ao ar livre, o que pode dar mais liberdade aos animais do imóvel, por exemplo.

Quais são as desvantagens de morar nesse tipo de residência?

Mesmo apresentando tantos pontos favoráveis, essas moradias podem ocasionar alguns inconvenientes principalmente às pessoas que estão acostumadas com as residências tradicionais. Tenha atenção a esses pontos e veja se você se adapta a essa realidade.

Uniformização da fachada

A mesma configuração das casas e dos acabamentos pode deixar a construção conjugada com uma estética muito padronizada. Assim como acontece em alguns edifícios, algumas dessas casas não permitem a diferenciação da fachada externa entre um espaço e outro. Caso seja possível, faça um paisagismo ou use cores e acabamentos diferentes do vizinho para imprimir seu estilo pessoal à casa.

Barulho

Sem dúvida, esse é um dos maiores inconvenientes de quem vive em uma casa geminada. Como as casas estão ligadas umas às outras por uma parede compartilhada e o isolamento acústico não é dos melhores, todo barulho mais alto no imóvel ao lado será ouvido por você e vice-versa. Quem já morou em um apartamento está mais acostumado com esse tipo de situação. Caso o incômodo seja recorrente, o ideal é conversar com o vizinho.

Falta de privacidade

Além das paredes compartilhadas, não é incomum entre os moradores de casas geminadas saberem o que o morador ao lado está cozinhando, especialmente se for um prato bem temperado. Há também algumas construções conjugadas que compartilham espaços comuns, como áreas de lazer, de serviço ou estacionamento. O segredo para resolver esse inconveniente é prezar pelo bom relacionamento entre os moradores.

Problemas com ventilação e iluminação

A parede compartilhada pelas casas não conta com janelas ou portas que permitem a circulação de ar e a incidência direta de luz natural no espaço. A falta de ventilação pode deixar esses cômodos mais abafados e a ausência de iluminação solar pode ocasionar o surgimento de infiltrações. 

Manutenção

Ainda que as casas conjugadas permitam o compartilhamento dos custos com manutenção entre os vizinhos, é preciso lembrar que caso haja um problema, ele deve ser resolvido entre os moradores. Imagine que surja uma infiltração na casa do seu vizinho, na parede compartilhada pela sua residência e pela dele. É preciso definir entre os dois como será a obra e quem será o responsável pelos custos.

O que considerar para fazer a escolha certa?

Descobertas as vantagens e desvantagens das construções geminadas, é hora de conhecer alguns critérios que podem ajudar você a optar ou não por uma casa conjugada. Vamos a eles?

Verifique as instalações elétricas e hidráulicas

Para reduzir os custos do imóvel algumas construtoras acabam economizando na compra de interruptores, chuveiros e fiação. Portanto, vale verificar o escoamento da água nos chuveiros, pias e sanitários, além de observar a existência de infiltrações na parede compartilhada. Se for o caso, conte com a ajuda profissional para essa inspeção.

Avalie a localização

As casas geminadas estão espalhadas em diferentes regiões da cidade, então veja se o imóvel escolhido oferece a mobilidade que você e sua família precisam. Além disso, outro item que afeta a localização é o tipo de vizinhança, portanto, durante uma visita à casa, tente saber uma pouco mais sobre seus vizinhos, principalmente aquele com quem há o compartilhamento de parede.

Observe a incidência de luz

A falta de iluminação natural de uma residência geminada é um dos pontos negativos desse tipo de construção. Se o imóvel não conta com uma boa incidência de luz, não será possível garantir o conforto térmico e evitar o surgimento de mofo na região sem iluminação natural direta. Por isso, o tamanho e o posicionamento das janelas dos outros espaços também são pontos a serem avaliados.

Você conheceu os prós e os contras de morar em uma casa geminada, assim como o que deve considerar no momento de decisão. Com essas informações e a ajuda de uma imobiliária, será possível encontrar o imóvel ideal para você e sua família.

Compartilhe este artigo nas redes sociais e veja o que os seus colegas têm a dizer sobre as residências conjugadas!

Saiba tudo sobre as etapas de financiamento de imóvel

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.